Foto: Mário Barros

Muita leitura legal

para quem é apaixonado

por kinguios

Artigos, reportagens, entrevistas e

muito mais. Sempre em busca de

novidades e curiosidades sobre

nossos amigos de barbatanas e as

pessoas que se dedicam a eles.

Texto e fotos: Mário Barros

A carpa do homem pobre

BAS Bristol Aquarists Society

Bristols Shubunkins fotografados durante o show da BAS em 2018 

Fundada em 1929 por um pequeno grupo de entusiastas na cidade de Bristol (Inglaterra) a Bristol Aquarists Society (BAS) é uma das mais antigas e respeitadas associações dedicadas a kinguios no mundo com sócios espalhados em todos os continentes.  Com quase cem anos de existência a sociedade orgulha-se por ter desenvolvido uma das mais belas variedades de kinguio, o ágil e colorido Bristol Shubunkin.

Considerado tesouro nacional entre os aquaristas da Grã-Bretanha o Bristol Shubunkin é uma das poucas variedades de kinguio desenvolvidas fora da China. Extremamente raras no mundo inteiro, mesmo na Inglaterra são poucas as lojas que conseguem adquirir exemplares para venda, já que sua produção ainda é feita em pequena escala por um restrito grupo de hobbystas.

Apelidados de “a carpa do homem pobre” os primeiros shubunkins foram produzidos no Japão cerca de 110 anos atrás, eram uma alternativa para aqueles que não podiam arcar com os altos custos das carpas Koi e que procuravam por um peixe colorido e resistente para seus lagos e tanques.  Posteriormente foram aperfeiçoados na América que desenvolveu o Cometa Shubunkin com caudas longas e pontiagudas. Estes peixes americanos, além da beleza e cores vibrantes eram muito resistentes e capazes de suportar invernos prolongados, sendo assim, atraíram um grande número de seguidores quando importados para o Reino Unido cerca de 20 anos mais tarde.

Logo após sua chegada a terras inglesas, alguns criadores da cidade de Bristol iniciaram um processo de seleção para aperfeiçoar a nadadeira caudal desses shubunkins americanos. Essa busca resultou na produção de exemplares com uma nadadeira maior e mais atraente, com formato de coração que é a característica singular e distintiva do Bristol Shubunkin.  Essa nadadeira caudal elegante foi melhorada através de cruzamentos entre Cometas Shubunkins com o Broadtail Moor cerca de 60 anos atrás, e todos os peixes atuais são originários desta linhagem. De fato, vários dos criadores originais do Bristol shubunkin, há cerca de 80 anos, ainda são membros ativos da Bristol Aquarists Society.

Exemplares como esses que apresentam a nadadeira caudal sem dobras e uma coloração forte e vibrante fazem com que se destaquem entre os demais

Ilustrações: Rosana Ferreira

Cometa Shubunkin, também conhecido

como Shubunkin Americano

Bristol Shubunkin e sua singular nadadeira caudal

O primeiro Standard para o Bristol Shubunkin foi publicado em 1934, cinco anos após a fundação da BAS. Esses Standards são um conjunto de características que define esse kinguio como um peixe que possui barbatanas dorsal, caudal e anal únicas, e uma grande e arredondada barbatana caudal que não pode se inclinar ou se sobrepor. O corpo deve ser longo e delgado com um contorno suave. Peixes de boa qualidade têm alta intensidade de cor, com o pigmento se estendendo até as barbatanas; a cor deve ser o calico, com fundo azul e manchas de violeta, vermelho, laranja, amarelo e castanho e preto, com escamas transparentes e um brilho subjacente opalescente.

Leilões como esse realizado durante os shows da BAS são uma ótima oportunidade de adquirir exemplares de alta qualidade diretamente com os criadores

O campeão do show da BAS desse ano (2018) apresenta nadadeira caudal bem desenvolvida e sem nenhuma dobra, sua coloração é vibrante nas áreas avermelhadas e possui uma ampla base azul que forma um belo contraste. 

Ilusão de ótica, esse excepcional exemplar possui uma mancha inusitada embaixo do olho que faz parecer que o peixe possui um olho adicional. 

Cerca de mil a cinco mil alevinos são tipicamente produzidos por um criador em uma estação e cerca de apenas dez a vinte e cinco destes são mantidos para exibição e reprodução futuras. A cor e a forma geral do corpo são os primeiros caracteres a melhorar como resultado da reprodução seletiva, e a cauda grande é o personagem mais difícil de alcançar. Alguns criadores acham que melhorias na cauda levaram ao aprofundamento do corpo e um desafio constante nessa variedade é encontrar um equilíbrio perfeito entre o formato do corpo, a coloração e sua imensa nadadeira caudal.

Como esses Shubunkins Ingleses não são produzidos em massa e criados em um país que possui uma moeda muito forte, além de raros os Bristols são caros. O valor médio para peixes com poucos meses quando encontrados nas lojas está é em torno de trezentos e cinquenta reais e peixes adultos ultrapassam facilmente a marca dos mil reais e isso se o peixe não tiver sido premiado em alguma competição. O que é um salto e tanto para um peixinho primeiramente intitulado de “a carpa do homem pobre”.

Não são apenas os Bristols Shubunkins que se destacam em eventos promovidos pela BAS. Todos os anos seus membros tem a oportunidade de apresentar seus melhores peixes e competir em diversas categorias. O último show aconteceu no dia dois de setembro 2018, e tive a oportunidade de ir e conferir pessoalmente à qualidade dos kinguios na competição. Confira alguns dos peixes em destaque.

Feira de peixes ornamentais Cecap - Guarulhos

Roberta Correa

Uma feira que teve início com um grupo de amigos que se reuniam em um logradouro entre a divisa de São Paulo e Guarulhos para vender ou trocar os peixes que produziam. Conforme o tempo foi passando a quantidade de pessoas foi crescendo e incomodando os moradores próximos à localidade e desta forma a Prefeitura de Guarulhos resolveu levar a feira para um espaço mais apropriado, que comportasse com mais segurança e comodidade  esse mercado que está em constante crescimento.

Segundo alguns expositores assíduos, a feira tem aproximadamente 20 anos de existência e cerca de 60 stands entre criadores e revendedores. A Feira de Peixes Ornamentais em Guarulhos no Parque Cecap recebe aproximadamente cinco mil pessoas, aumentando o fluxo de visitantes em dias próximos a feriados.

Atacado e varejo disponível para o público em geral, desde os maiores atacadistas até os mais simples e apaixonados hobbystas. Este evento reúne criadores e revendedores de peixes ornamentais de diversos estados, principalmente

Com mais de 20 anos de existência, a feira do Cecap em Guarulhos é destino certo para quem procura por peixes e equipamentos de qualidade e bom preço.

O campeão do show da BAS desse ano (2018) apresenta nadadeira caudal bem desenvolvida e sem nenhuma dobra, sua coloração é vibrante nas áreas avermelhadas e possui uma ampla base azul que forma um belo contraste. 

Leilões como esse realizado durante os shows da BAS são uma ótima oportunidade de adquirir exemplares de alta qualidade diretamente com os criadores

Funcionários do criador  Nelson Yamauchi, Manoel e Ismael trabalham com peixes ornamentais há mais de 20 anos, , o pioneiro na criação de Kinguios de raça no Brasil. Possui uma boa variedade de Kinguios para aqueles que procuram animais de qualidade.

A psicultora Angélica, de Santo André-SP, trabalha com peixes palhaço há mais de 12 anos.

Os comerciantes Débora e Sérgio e equipe nota 10 atende seus clientes com

muita satisfação há mais de 20 anos oferecendo produtos diversos como

ações, medicamentos  bombas submersas enfeites decorativos e muito

mais sempre com ótimos preços.

de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Leonardo Pereira Ferreira Filho vem do município de Muriaé – Minas Gerais onde concentra-se o principal polo de criação de peixes ornamentais do Brasil. Toda semana ele percorre 630km trazendo 70 variedades de peixes, sempre com uma novidade diferente  para seu público alvo que é o mercado atacadista. Expositor amiudado há anos, sua empresa trabalha com envio de peixes para todos os estados.

 Um grande evento com público bem diversificado entre lojistas, hobbystas e curiosos, no qual encontra-se mais de mil variedades de peixes como Molinesia, Mato Grosso, Lebiste, Betta, Tetras, Corydoras, Ciclídeos, Oscar, Arraia, Tucunaré, FlowerHorn, Aruanã, Discos, Cascudos,  Pangasius, Carpas e Kinguios,  entre outros animais de água doce. E para quem prefere  animais de água salgada encontra-se Peixe Palhaço, Blue Tang, Yellow Tang, Mudas de Corais e muito mais. O valor varia muito entre espécies e tamanho, podendo encontrar peixes a partir de oitenta centavos.

Para quem apenas busca equipamentos, rações, ou até mesmo acessórios em geral também não deixa de comprar. Expositores com diversos produtos como Aquários, Sump, Luminárias, Bombas Submersas, Filtros, Enfeites, Substratos, Rochas, Mídias Biológicas, Compressores de ar, Medicamentos, Rações de diversas marcas e muito mais com valores bem atrativos para que os visitantes possam sair satisfeitos independente de possuirem um aquário de água doce ou salgada, um lindo plantado ou um grande jumbo e até mesmo para quem curte lagos. 

Leonardo, de Igaratá-SP, da Piscicultura Camargo,  trabalha com Carpas e Kinguios das variedades Telescópio, Pérola, Oranda e Bolha.

Foto: Mário Barros

Ryukins prontos para reprodução, nesse caso Mops feitos como linha de tricô foram utilizados como superfície para desova.

 Feira de Peixes Ornamentais em frente ao Terminal Metropolitano de Ônibus  Cecap. 
Horário de funcionamento: 13:00h às 18:00h toda segunda-feira. 
Endereço: Av.Pres.Tancredo de Almeida Neves n° 2440-Parque Cecap-Guarulhos-Sp

Kinguios, inspiração e arte

Rosana Ferreira e seus kinguios
Os kinguios me inspiram, mas a pintura existe em minha vida desde muito cedo, até mesmo antes do aquarismo (aos 8 anos  ajudava meu irmão com o aquário dele, mas só tive meu primeiro aquário de fato na adolescência). Falando de arte, por volta dos 5 anos criava desenhos (histórias em quadrinhos) em folhas de papel de pão, participava dos concursos de desenho dos jogos infantis de minha cidade e aos 8 anos, iniciava nas aulas de pintura a óleo, frequentando-as até os 13. Meu primeiro quadro foi um cachorrinho, depois vieram paisagens e outros animais, rostos são muito mais complexos e pediram um curso a parte, portanto, são obras bem recentes. Nesses meus quase 40 anos de pintura, nem sempre pintar foi uma atividade regular e assim como no aquarismo, foram feitas pausas de alguns poucos anos. 
Os quadros de kinguios vieram quando comecei a mantê-los por volta do ano 2000 e a 

Rosana Ferreira

medida que fui me aperfeiçoando na manutenção desses peixes, o gosto por pintá-los também foi aumentando, embora pinte também outras espécies. Ryukins, tosakins e pérolas são minhas variedades preferidas, mas os orandas com suas lindas caudas são visualmente mais vistosos nas telas, então, eles estão em muitos dos quadros. Os orandas black em particular geram quadros maravilhosos. Os ryukins ganharam muitas telas, por seu porte elegante. Tenho planos de pintar outras variedades que me agradam além dos já citados (pérola e tosakin), tais como: jikin panda, telescópio, veltail, fantail, tamasaba.Quanto maior a tela, maior o efeito que um peixe pode impactar, justamente por permitir que mais detalhes sejam colocados. Atualmente, muitos dos quadros que produzo são encomendados, outros, tenho satisfação em oferecê-los para sorteio em encontros de aquarismo, como forma de divulgar minha arte e os próprios peixes.

Spirulina: o elemento “X”

Marcus Paulussi

A spirulina já é um ingrediente conhecido no meio aquarístico e mesmo na formulação de alimento para outras espécies (como aves) e até alimentação humana, já encontramos muitos estudos referentes a seu uso.  Estes estudos também revelam que a spirulina, a cerca de 3500 milhões de anos, teve papel importante na formação da biosfera, auxiliando na produção de oxigênio.

Com o tempo começou a ser utilizada na alimentação humana, com relatos de uso em civilizações tão antigas como a Asteca. É muito estudada em países como Japão, na procura por fontes mais sustentáveis de proteína entre outros elementos para alimentação humana com menos impacto ao meio ambiente. 

A spirulina representa uma biomassa de cianobactérias que podem ser consumidas por seres humanos e outros animais. As duas espécies são Arthrospira platensis e A. máxima, na cor verde ligeiramente azulada, com o nome vindo de seu formato em espiral. 

Seu desenvolvimento se dá por meio de fotossíntese, sendo uma ótima fonte de vitaminas, proteínas, carotenoides, aminoácidos essenciais, e na natureza é a maior fonte de pigmento conhecida. Potencializa significativamente o sistema imunológico, sendo que em humanos pode auxiliar até nos tratamentos de AIDS e no fortalecimento durante tratamentos contra o câncer.

Possui taxas proteicas superiores a carnes, ovos e peixes, tendo papel importante no desenvolvimento e recuperação de massa muscular nos seres vivos. Suas propriedades antioxidantes retardam a fadiga muscular, aumentando assim a resistência.

Spirunina diluida em água (tradada com anti-cloro) para alimentação de alevinos.

Além de ser um organismo rico em proteínas, tem alto teor de digestibilidade, sendo muito importante e interessante a organismos dotados de má absorção intestinal, pois facilita a assimilação de seus componentes pelo indivíduo já que no local de celulose - dura e de difícil quebra - encontramos mucopolissacarídeos, que se dissolvem facilmente com a umidade e sofrem forte ação das enzimas digestivas, fazendo com que sua absorção seja instantânea, sem gasto excessivo de energia para sua digestão. Tem então papel no desenvolvimento e de acelerar o crescimento dos peixes.
Possui também alta taxa de cálcio que é equiparada a quantidades encontradas no leite, fundamental no fortalecimento de ossos, sendo muito importante na parte inicial da vida. É fonte de aminoácidos essenciais e ácidos graxos poliinsaturados. Cerca de 50 a 70% de seu peso seco é em proteína.

Estudos revelam que a glicina, que é estimulada pela medula, alivia dores neuropáticas, glicina essa também encontrada na spirulina. E o ácido gama linolênico, um ácido essencial ômega-6(GLA), que além da spirulina é encontrado somente no leite materno, auxilia na prevenção de patologias cardíacas, regula a pressão arterial, auxilia na síntese de colesterol e na prevenção de deficiência de zinco.

Algas em geral absorvem e quelam oligoelementos naturalmente. Sendo em sua forma orgânica minerais tais como selênio, cobre e zinco, essenciais nas funções químicas e biológicas do organismo. O selênio é um mineral antioxidante que tem como papel no organismo a eliminação de radicais livres, assim como cobre e zinco.

O ferro auxilia a manter os glóbulos brancos e vermelhos e o sistema imunológico com bom funcionamento, auxiliando no tratamento e/ou evitando anemia.   

Spirulina desidratada pode ser encontrada com certa facilidade em lojas de suplementos esportivos e em diversas marcas.

Outro elemento que auxilia o sistema imunológico é o sulfo-glicolipidio, que aumenta a resposta imune e estimula o funcionamento dos macrófagos.

A spirulina também é rica em betacaroteno, uma provitamina A, sendo mais concentrado que o betacaroteno encontrado em uma cenoura. Junto com a vitamina E, auxilia na função antioxidante da spirulina. A ficocianina e o betacaroteno presentes na spirulina impedem a reprodução de genes inflamatórios, sendo um ótimo auxiliar no tratamento e prevenção de inflamações em geral. São encontradas também vitaminas do complexo B com papel importante no sistema nervoso, a exemplo do ácido fólico, ou vitamina B12, com ação sobre tecidos saudáveis.

 Há também um aumento dos bacilos naturais do trato intestinal, os bacilos intestinais, que otimizam a absorção dos nutrientes encontrados na alimentação. Como já mencionado antes, a spirulina é um dos organismos mais ricos em pigmentos no meio natural e citamos a clorofila, que contribui na composição correta do sangue e renovação epitelial. 
 
Sabemos então que a spirulina é um ingrediente muito importante nas fases de desenvolvimento, crescimento e manutenção de nossos peixes,  sendo importante no suporte de cálcio, ácidos graxos, oligoelementos, auxiliando na quebra de minerais, entre outros vários pontos já mencionados no texto acima.

Na criação de peixes, a spirulina pode ser empregada na dieta de herbívoros a carnívoros tranquilamente, com a exemplo de ciclídeos africanos e amazonenses, peixes marinhos e poecilídeos como Platis, Espadas e Molinésias.
Sendo então muito importante na nutrição de nossos kinguios, para uma qualidade na manutenção diária de cada fase do peixe.

Encontramos a spirulina nas mais variadas formas, como rações floculadas, em péletes e rações de fundo, com várias porcentagens diferentes de teor de spirulina. Em lojas de artigos naturais encontramos a spirulina em forma de comprimidos e na forma de pó, essa última muito empregada na formulação de rações em gel e patês.
 

Benefícios da Babosa/Aloe Vera 

Texto Fernanda Akiko

De acordo com estudos, o Aloe vera é usado há séculos e atualmente está se tornando muito popular.
Ele é muito utilizado hoje em dia em:
- Alimentos 
- Cosméticos
- Suplemento alimentar
- Remédios 
O registro mais antigo de uso humano vem do Ebers Papyrus (um registro médico egípcio) do século XVI a.C. De acordo com um estudo, no antigo Egito, eles chamavam o Aloe vera de "aquela planta da imortalidade". Os autores acrescentaram que a planta tem sido utilizada terapeuticamente há séculos na China, Japão, Índia, Grécia, Egito e México.

Benefícios do Aloe vera 
É uma planta medicinal popular com muitos benefícios para a saúde. Pode ajudar a tratar doenças internas e externas.

Possui vitaminas e é uma fonte completamente natural, contém mais de vinte diferentes minerais, ácidos graxos, aminoácidos, lignina, saponinas e tecido salicílico. Pode curar úlceras, ajuda na digestão pois tem efeito laxante e melhora muito o sistema imunológico. A base da boa saúde é garantir uma boa alimentação e nutrição.

Alguns problemas que podem ser tratados ​​com baba de Aloe vera são:

- Envenenamento por amônia
- Feridas e machucados
- Queimaduras
- Regenera o muco protetor do corpo
- Alivia o estresse (o mais importante)

Aloe vera tem muitas propriedades medicinais e é frequentemente usado por humanos.

O estresse pode ser causado por mudança de água, choque térmico, toxicidade, falta de oxigênio ou até mesmo estresse comportamental. O estresse causa estragos, pois afeta o sistema imunológico.Para aliviar o estresse do seu peixe, use a babosa.
Falta de apetite em seu Kinguio resultará na diminuição de ingestão de alimentos. A diminuição de consumo de alimentos certamente atrairá doenças. O uso do suco de Aloe pode aumentar seu apetite naturalmente.

Indicação de uso

Você utilizará uma folha pequena de babosa. Deverá abri-la e remover a baba que será utilizada. 

Em um liquidificador, você deverá bater em um litro de água filtrada (pode-se usar a própria água do tanque ou aquário). Guardar em um recipiente e manter na geladeira por até 30 dias. 

São 10ml dessa mistura para cada 50 litros de água do aquário. Utilizar a cada 15 dias.

Uma folha pequena de babosa para cada 200 litros.
Espalhe pela água do aquário. Dessa forma pode ser utilizada uma vez ao mês.
A babosa é uma escolha natural e fácil de administrar. Uma alternativa barata, um remédio para tratar doenças que afetam o seu Kinguio. Pode ser confiável para lidar com problemas de saúde cujos sinais e sintomas ainda precisam ser diagnosticados corretamente.