Lagos e Tanques

É indiscutível a beleza de um pequeno lago repleto de peixes belos e coloridos. Nesse artigo apresentamos dicas de cuidados essenciais para quem pretende criar seus kinguios em lagos ou tanques ao ar livre.

Fernanda Akiko Hisajima

 

Inicie com poucos kinguios, coloque-os com cuidado, fazendo a aclimatação para que não tenha problemas. Comece deixando o saquinho fechado flutuando no lago, para que primeiro o peixe se ajuste à temperatura. Após esse procedimento, você deve abrir o saquinho, e aos poucos, adicionar a água do lago, para que ele se acostume com a diferença entre a água do lago e a água de onde veio (nunca jogue a água do saquinho na sua água, pois pode contamina-la ou até mesmo trazer parasitas indesejáveis). Quando a temperatura e os parâmetros estiverem iguais dentro do saco, é hora de soltá-lo. Elimine a água do saquinho bem longe do seu lago.

Aclimatando seu peixe ao lago

 Foto: Fernanda Akiko Hisajima

Kinguios criados ao ar livre em lagos artificiais exibem cores vibrantes e saúde.

Considerações

 Foto: Fernanda Akiko Hisajima

Quando montamos um lago, é normal que fiquemos ansiosos em adicionar muitos peixes de uma só vez, mas precisamos saber que é muito importante fazer a devida ciclagem, para que o ecossistema do lago esteja estabilizado e você possa desfrutar dele com tranquilidade e satisfação, sem correr o risco de desastres e possíveis “dores de cabeça”.

Considerações gerais para manter o Kinguio ao ar livre. Nunca lote seu lago, vá adicionando os Kinguios aos poucos, nunca todos de uma vez, para que dê tempo para as bactérias se ajustarem à quantidade de peixes adicionados. Fique de olho na qualidade da água e no seu sistema de filtragem sempre! Testes são muito importantes para manter o ambiente sempre saudável. Realize mudanças parciais de água regularmente para manter a água fresca, mas nunca substitua mais de um quarto da água por vez. Sim! Em lagos é interessante realizar a troca parcial, pois kinguios são peixes que gostam muito de água nova e fresca, isso também estimula o crescimento deles. Lembre-se de condicionar a água. Deixar a água descansando só vai fazer com que o cloro evapore, mas os metais pesados continuarão lá, então, condicionador sempre! Alimente seu peixe com cuidado, garanta que eles recebam comida apropriada e de boa qualidade, mas cuide para que não comam demais, isso pode afetar a saúde deles e seu lago nunca terá uma água saudável. O Kinguio não tem estômago, o que significa que a comida passa rapidamente pelo seu corpo. Além disso, ele continuará comendo e comendo, desde que haja comida disponível,

sem nunca ficar satisfeito. Por isso, você deve alimentar seu Kinguio em poucas quantidades, em vez de dar muita comida até ele parecer satisfeito. Alimentar demais pode causar problemas de constipação e natação.

Fique atento a qualquer problema, como doenças, que sempre necessitam de tratamento. Remova qualquer peixe doente ou morto assim que detectar um problema. O peixe doente deverá ser devidamente tratado em um aquário hospital. A água verde não significa que seu lago está ruim, pelo contrário, Kinguios adoram a água com essa tonalidade, essas algas fazem muito bem para sua saúde e é nítido que eles além de saudáveis, crescem mais e suas cores são mais vibrantes. Mas se isso o incomoda esteticamente, basta usar um filtro ultravioleta, toda a alga que passar pela lâmpada, será exterminada, assim você terá uma água cristalina novamente. Vale lembrar que o filtro UV não vai eliminar as algas que grudam nas paredes e nas pedras do lago, pois ele só serve para algas em suspensão, então, quando for montar o seu lago, procure um local onde não receba luz solar o dia todo (luz do Sol é importante para a saúde deles,é só encontrar um local onde o Sol não bata o tempo todo). Não se preocupe com a chuva, ela é sempre muito bem recebida pelos Kinguios,eles adoram.

 Foto: Fernanda Akiko Hisajima

As diferentes estações do ano

Cuidados no verão

No verão, os Kinguios tendem a ser mais ativos e comem mais. Fique de olho no nível de água do lago, devido à evaporação. Se você achar que seu lago está recebendo muito sol durante os meses mais quentes, pode adicionar plantas de superfície ou colocar algum sombreamento sobre ele (tela sombrite, por exemplo). Se os Kinguios começarem a se reunir na superfície da água “engolindo ar”, então eles podem estar sofrendo de falta de oxigênio por conta da temperatura mais alta no verão. Você deve alterar ou adicionar mais uma bomba de oxigenação.

Lindo exemplar de kinguio telescópio.

Cuidados no inverno

Kinguios são capazes de resistir aos climas mais frios sem problemas, na maioria dos casos. Mas os Kinguios do Brasil não estão acostumados ao frio extremo, então vale apena investir em um aquário de inverno para manter os peixes dentro de casa. Nunca adicione água quente ou fervente no lago para aumentar a temperatura ou quebrar o gelo, pois isso pode matar seus peixes. As plantas do lago crescerão lentamente no frio e seus peixes também.

Se tornarão menos ativos e vão comer bem menos. Você vai notar que eles não terão interesse em comer, isso é normal por conta do metabolismo baixo.

FILTRAGEM

Muitos iniciantes pergutam:

Kinguios precisam de filtro?

Sim! Kinguios definitivamente precisam de um filtro!

Kinguios precisam de filtro porque são peixes que comem muito e produzem muitos dejetos. A menos que você tenha um filtro e faça trocas de água regulares, a água do seu lago se tornará rapidamente poluída e venenosa para seus peixes! Para uma boa qualidade da água, é necessário que a filtragem gire em torno de dez vezes a quantidade de água por hora. Filtros caseiros são uma ótima saída para quem não pode comprar os próprios para lagos, além de muito eficientes, você pode montá-lo e adicionar as bombas de acordo com suas necessidades. Sempre remova qualquer excesso de comida depois de alimentá-los. Mesmo com um filtro, a sua água pode rapidamente tornar-se tóxica, principalmente se o seu filtro estiver muito fraco e se o seu lago for pequeno. Se deixar, ela irá apodrecer e isso trará sérios problemas na sua água.

Finalmente, é de vital importância que você NUNCA limpe seu filtro com água da torneira. Você deve enxaguar as esponjas do filtro usando a água do próprio lago, porque limpar os itens do filtro na água da torneira pode matar as boas bactérias e matar essas bactérias seria muito ruim tanto para os peixes quanto para a qualidade da água. Infelizmente muitas pessoas não se dão ao trabalho de saber sobre os cuidados adequados com os Kinguios e acham que eles podem simplesmente serem mantidos em aquarinhos pequenos e até mesmo em tigelas e sem filtro. Muitas vezes isso não é culpa da pessoa que compra, mas de quem orienta. A triste verdade é que existem muitas lojas de animais ainda vendendo pequenos aquários em formato de globo (alguns lugares já proibiram isso, mas infelizmente ainda é legal em nosso país) e muitos funcionários de pet shop despreparados dão conselhos muito ruins para aquaristas inexperientes. Isso inevitavelmente leva a maus cuidados e o kinguio tendo a vida muito curta e infeliz. Então, se esta é sua primeira experiência, ou se você cometeu alguns erros no passado, vale apena o esforço para começar certo ou para acertar desta vez!

 

Boa sorte, agora você consegue!

Foto: Mário Barros