Sistema de Grade

Cada variedade de kinguio é formada por um grupo de indivíduos que possuem em comum um conjunto de características básicas. A maneira pela qual essas características se apresentam em cada um são qualificadas em um sistema de grade.

TEXTO E FOTOS:

Mário Barros

O dicionário Oxford em inglês define grade como um “particular nível de qualidade, ranque, proficiência ou valor”. O kinguio como já sabemos foi uma espécie criada de modo artificial e muitas das características que achamos tão interessantes, como por exemplo as bolhas do Kinguio Bolha ou os olhos virados para cima do Celestial, são características muitas vezes recessivas e pouco relembram seus antepassados. Décadas ou mesmo séculos de reprodução e seleção fixaram certos aspectos físicos particulares de cada variedade. Se compararmos, por exemplo, a quantidade de filhotes com o mesmo padrão dos pais em peixes que evoluíram e foram selecionados naturalmente durante milhares de anos, quase a totalidade de seus filhotes possuirão o mesmo padrão físico. Ao contrário, os kinguios criados artificialmente e selecionados dando ênfase a características recessivas possuem uma quantidade muito baixa de filhotes que irão atingir o padrão de perfeição da variedade da qual faz parte. Devido a isso kinguios de grade alta não são comuns, especialmente quando produtores utilizam matrizes que não fazem parte de uma linhagem pura ou em variedades recentes, como por exemplo, o Kinguio Véu (Philadelphia veiltail) que foi desenvolvido da América por volta de 1930 e de acordo com pesquisas realizadas pela BAS (Bristol Aquatic Society) possui uma média de 2000:1 de aproveitamento para produção de exemplares  AAA Show Grade enquanto que no Kinguio Comum a média é de 45:1.

Foto: Mário Barros

Grade AAA SHOW GRADE

Apenas recebem essa grade peixes adultos (acima de dois anos) já que certas características como coloração demoram certo tempo para se estabilizar. Peixes de Grade AAA preferencialmente devem ser julgados por juízes oficiais da associação/clube ao qual faz parte.

  • Possui todas as características morfológicas descritas na ficha técnica;

  • Nadadeiras sem dobra e perfeitamente emparelhadas;

  • Coloração vibrante e em conforme com os padrões aceitos descritos em ficha técnica;

  • Excelente balanço, natação e comportamento.

Esse é o desenho técnico do Ryukin. Uma kinguio grade AAA deve possuir todas as estruturas morfológicas descritas em sua ficha técnica e além disso, possuir dois anos ou mais, já que certas características como a coloração demoram certo tempo para se fixar ou se desenvolver completamente.

Grade AA

Kinguios de grade AA ou são muito jovens para pleitear o título de AAA ou possuem algum defeito mínimo de baixo peso de nota. No caso dos Ryukins, por exemplo, as nadadeiras anal ou pélvica possuem baixo valor de nota, ou seja, devem estar presentes mas podem apresentar alguma dobra ou diferente simetria. Sendo assim peixes AA são também de alta qualidade e facilmente reconhecidos como parte da variedade ao qual fazem parte.

Os kinguios de grade AA podem ser:

1) Aspirantes a AAA Show Grade: Peixes jovens com todas as características descritas em AAA.

2) Cortes de Grade AAA: Peixes já adultos de cortes de AAA devido a perda de pontuação em alguma característica de baixo peso de nota (descrita em ficha técnica). Por exemplo, um Ryukin tem peso de nota de apenas 5% em suas nadadeiras (sem contar a caudal que possui peso de 15%) sendo assim digamos de ele possui uma dobra na nadadeira anal ou pélvica, nesse caso existe a perda de 1 ou 2 pontos nessa pequena imperfeição, o que já é um impedimento para que atinja grade AAA.

Nadadeira anal

Nadadeira pélvica

Grade A

São os Kinguios jovens ou adultos que apresentam as características básicas da variedade e são facilmente reconhecidos como pertencentes a ela. Por exemplo, um Ryukin deve possuir uma profundidade de corpo equivalente a seu comprimento (sem contar as nadadeiras) e essa característica possui um alto peso de nota (35%) e é um dos principais atributos que irão definir um Ryukin de boa qualidade. Ou seja, um peixe grade A deve:

- estar em conformidade com características de maior nota (acima de 15%) descritas em ficha técnicas;

- são aceitas pequenas deformidades em características de menor nota (abaixo de 15%).

O formato do corpo é um dos maiores diferenciais na variedade Ryukin e possue um alto peso de nota (35%), além disso para atingir grade A o peixe deve estar em conformidade e possuir todos os apêndices descritos em ficha técnica.

O corpo arredondado do Ryukin é um de seus maiores diferenciais

Grade B (comercial)

Pertencem a uma variedade definida, porém não apresentam os atributos básicos bem desenvolvidos, por exemplo, um Ryukin com morfologia de Fantail ou um Ranchu sem curvatura de pedúnculo caudal. Não são peixes deformados. Alguma estruturas como wen, bolhas, narinas (pom pom), coloração, formato de corpo, etc. Apenas irão se apresentar ou se desenvolver plenamente quando o peixe estiver adulto, sendo assim peixes de grade B comercial podem subir de grade, porém, mesmo que “possam” vir a desenvolver certas características isso não é garantia de que vão desenvolve-las e sendo assim devem ser comercializados como grade B.

Alguns Ryukins em seu primeiro ano de vida podem não apresentar algumas de suas características marcantes como o "cupin" alto ou o corpo arredondado. O fato de que eles possam vir a desenvolver essas características não significa necessariamente que eles irão desenvolve-las, sendo assim devem ser vendidos como grade B e não A. 

Ryukin

Fantail ou Ryukin?

Grade C

São peixes muitas vezes deformados, que pouco relembram a variedade da qual faz parte e que possuem problemas de natação o que acarretará no impedimento de um desenvolvimento pleno e saudável do peixe.

Foto: Mário Barros